Translate

Rádio SENAMI

RÁDIO SENAMI ===>

Pesquisar este blog

O que você pode fazer em favor da Missão?

Visualizações de páginas da semana passada

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Cristãos sírios

Cristãos sírios falam sobre seus anseios, medos e dificuldades - Parte 2

A população de Homs, localizada na região central da Síria e principal reduto opositor ao governo do presidente Bashar Al Assad, é a que mais sofre com os confrontos entre rebeldes e as forças armadas
Clique aqui e leia a 1a parte do artigo.
A situação em Homs é miserável, a cidade passa por muitas dificuldades. Segundo nossas fontes, mais de 80 por cento dos cristãos deixaram Homs e foram para  aldeias vizinhas e Damasco. Alguns pastores permanecem na cidade. Soubemos de uma igreja evangélica que foi atacada. Algumas igrejas ainda abrem nas manhãs de domingo para atender os fiéis, mas a maioria das pessoas não comparecem por causa da distância entre suas casas e a igreja e os poucos que moram mais próximos à igreja não têm meios de transporte adequado e seguro para ir ao culto.
"As pessoas que vivem próximas umas das outras se reúnem para orar. Homs é uma cidade fantasma e a situação das pessoas não é estável. Os cristãos que foram embora de Homs, souberam depois que suas casas foram invadidas e saqueadas. "
As escolas em Homs às vezes funcionam, às vezes não. A preocupação das pessoas é com a  segurança de seus filhos na escola, e principalmente no caminho à escola. "As pessoas da cidade não dispõem de recursos, nem mantimentos, isso torna a situação desesperadora", diz um cristão sírio.
A situação em uma pequena cidade está se tornando cada vez mais violenta. Os poucos cristãos que haviam ali já deixaram ou estão deixando o local porque tornou-se  uma zona de guerra. Em outra pequena cidade, porém, os cristãos não deixam de se reunir regularmente. Mas, segundo o pastor, a situação é tensa para a pequena minoria cristã, porque eles sabem que estão cercados por muçulmanos extremistas e de oposição.
Perseverança
Comparado com o que está acontecendo em outras cidades, a situação na capital Damasco é bastante estável. "Mas, ainda assim, as pessoas não saem de casa após o pôr do sol, a menos que seja para áreas conhecidas, seguras e de fácil acesso. Igrejas mantiveram os seus serviços e, as escolas estão funcionando bem, exceto às sextas-feiras. A situação financeira das pessoas piorou. Os pastores da capital tambem alegam que têm ocorrido sequestros e roubos, e que as pessoas estão vivendo com medo.
"Alguns cristãos, querem deixar o país, mas outros dizem que não há como fazê-lo. Eles dizem: 'nós nascemos e crescemos aqui, e aqui vamos ficar, não importa o que aconteça, mesmo que tenhamos que morrer' ".
Vários pastores compartilham o temor que muitos cristãos têm sobre uma possivel queda do governo do presidente Assad, o que pode piorar drasticamente a situação deles. Em geral os cristãos encontram força na sua fé e tentam manter sua atitude positiva confiando que Deus tem uma resposta e trará a paz à Síria novamente. "A igreja está orando sem cessar". Nós oramos muito e confiamos na poderosa mão de Deus", diz um dos pastores da capital.
Por favor, junte-se aos cristãos sírios em oração, ore pela paz do país. O que vai acontecer a seguir? Só Deus sabe a resposta, mas a igreja brasileira deve definitivamente se levantar e orar pelos cristãos sírios e por sua nação.
Pedidos de oração
•Ore pelo fim dos conflitos militares na Síria e pelo restabelecimento da paz no país.
•Ore pelo situação dos cristãos que vivem nas cidades de Homs, Demasco e Aleppo. Peça a Deus que os proteja e supra todas as suas necessidades.
•Ore para que o testemunho de amor, perseverança e fé dos cristãos sírios possa impactar a vida dos muçulmanos.

Nenhum comentário: